Pele oleosa: posso usar óleos vegetais e essenciais?

Uma pesquisa revelou que no Brasil, a pele oleosa é a mais presente entre os brasileiros e por isso,  a quantidade de mitos também é enorme. Nesse post queremos desmistificar alguns pontos para que você possa cuidar da sua pele oleosa da melhor forma e sem causar danos.

”O National Institute of Occupational Safety & Health, nos EUA, encontrou mais de 800 ingredientes tóxicos em produtos de cuidados corporais. Mais de 700 deles causaram efeitos tóxicos agudos e mais de 300 causaram anormalidades no desenvolvimento. Estes produtos químicos podem absorver no seu corpo e cérebro 3 vezes mais rápido do que a água.”

Os cosméticos industrializados podem passar uma imagem de “bom moço”, mas na verdade muitos são vilões para a sua saúde com efeitos colaterais e alergênicos.

Nossa pele é o maior órgão do nosso corpo e tem uma capacidade altíssima de absorver tudo aquilo que colocamos sobre ela, por isso, redobre seu cuidado ao aplicar sobre seu rosto e corpo, produtos que não são feitos da melhor forma.

Agora que você entendeu um pouco mais sobre a importância do uso de cosméticos naturais, vamos a mais um ponto que nos interessa:

Vamos diferenciar o óleo vegetal do óleo essencial

ÓLEO VEGETAL: Normalmente, os óleos vegetais são extraídos de sementes e frutos, são mais viscosos e não possuem um aroma acentuado, isso se deve à sua composição. Óleos vegetais são compostos de moléculas bem longas e “pesadas” (gorduras), graças a isso, essas moléculas ficam mais “unidas” umas às outras, fazendo com que o líquido se torne mais “grosso”, viscoso.

ÓLEO ESSENCIAL: São extraídos de caule, folhas, flores e até raízes. O fato de conseguirmos sentir o cheiro de um óleo essencial se dá porque as moléculas ali presentes estão saindo do óleo e se espalhando pelo ar para chegar aos nossos narizes. As moléculas que compõem os óleos essenciais são menores e mais “leves”, graças a isso eles são menos viscosos e mais voláteis, evaporando mais facilmente. Os óleos essenciais não devem ser ingeridos – se ingeridos, podem causar dores no estômago e até náuseas.

HIDRATAÇÃO NA PELE OLEOSA

Quem tem a pele oleosa costuma pensar que aplicar no rosto produtos que tem como objetivo a hidratação, pode resultar em uma pele pesada e extremamente oleosa (mais do que o normal) o famoso brilho em excesso. ERRADO!

É de extrema importância manter sua pele hidratada e com o equilíbrio do óleo em dia. Pois é!

Muitos fatores externos como a poluição, limpeza excessiva com sabonetes e os raios UV em excesso, podem danificar a barreira de hidratação da pele chamada manto hidrolipídico e isso certamente irá causar a perda de umidade e um aumento da produção de óleo. O corpo precisa produzir óleo de forma natural em nossa pele, isso faz parte do nosso sistema de defesa, e se o manto hidrolipídico é retirado de forma excessiva, como acontece com muitos produtos “para peles oleosas”, o corpo inteligentemente reage produzindo mais sebo ainda. É um efeito rebote.

FINALMENTE: QUAIS SÃO OS ÓLEOS PARA UM CUIDADO NATURAL COM A PELE OLEOSA?

Vamos listar alguns aqui, mas lembre-se sempre de consultar seu médico (dermatologista).

ÓLEO DE MELALEUCA: O óleo de melaleuca é uma ótima opção para a pele oleosa! Ele contém propriedades antibacterianas que são ótimas para o combate contra a acne (normal em peles mais oleosas).

ÓLEO DE YLANG-YLANG: Outro óleo ótimo para a pele oleosa, é o ylang-ylang. Ele possui propriedades que ajudam no equilíbrio da condição da pele oleosa e a regulação da sua produção de sebo. Peles oleosas costumam ser sensíveis, e este óleo é considerado é excelente para evitar a irritabilidade da pele.

ÓLEO DE ALECRIM: O óleo tem propriedades antissépticas e antimicrobianas, ideais para a pele oleosa e para reduzir a disseminação de bactérias. Rejuvenesce naturalmente a pele e é uma excelente alternativa natural para os cuidados da pele.

ÓLEO DE JUNÍPERO:Suaviza sem ressecar. Conhecido pelas propriedades antissépticas e adstringentes, é muito bem aceito pela pele. Oxida com facilidade, então é bom conservar bem fechadinho e em locais escuros.

ÓLEO DE LAVANDA: É um ótimo óleo que ajuda a controlar a oleosidade da pele.

IMPORTANTE


Estes óleos essenciais são indicados para uso tópico mas você deve fazer um primeiro uso como teste de sensibilidade em uma área pequena de pele e sentir a reação. Para este primeiro contato faça a diluição do óleo essencial em um óleo vegetal puro, extraído a frio, sem mistura com óleos minerais.
Óleos vegetais podem ser comedogênicos (pode obstruir poros e causar espinhas), como o próprio óleo de coco. Portanto para peles que tem tendência a acne é interessante pesquisar com um médico dermatologista qual seria a melhor opção de óleo carreador. Até mesmo um creme pode ser o carreador neste caso.
Consulte um aromaterapeuta de sua confiança para entrar em contato com o universo dos óleos essências de maneira segura, levando em consideração que são produtos naturais de extrema pureza mas também de alta concentração, e como acontece também com alimentos naturais, eventualmente algum pode não combinar com seu organismo. Vale o teste de sensibilidade.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *